Mulher negra radical orgulhosamente feminista que não faz concessões

Professora Patricia McFadden – Foto: Tina Krüger/Aguacheiro Multimedia

Acadêmica independente e ativista, a professora Patricia McFadden foi a keynote speaker na solenidade de lançamento do 14º Congresso Mundos de Mulheres, que foi realizado na manhã de sexta-feira, dia 6 de dezembro, na Sala Magna da Faculdade de Medicina, da Universidades Eduardo Mondlane (UEM). Ela falou sobre o tema do MM2020: “FeminismoS AfricanoS – Construindo alternativas para as mulheres e para o mundo através de um corredor de saberes que cuida e resiste”.

McFadenn abriu sua palestra lançando uma pergunta: “Por que este momento é tão crucial para as liberdades das mulheres e para o futuro dos nossos mundos? Não é uma questão retórica”, assegura porque com a realização do MM2020 “estamos no cúspide da re-imaginação e re-criação de um novo e diferente mundo – um ideal que temos inventado e reinventado ao longo de muitos séculos de resistência e celebração como mulheres que amam as nossas liberdades e a si mesmas”. Para ela, a essência do feminismo aí reside: mulheres que amam a si mesmas.

Ela percebe o MM2020 como um momento pivotal na longa e dedicada jornada que muitas mulheres pioneiras criaram e construíram, muitas vezes pagando com suas próprias vidas por este pioneirismo. É pivotal porque

As discussões, ideias, debates e sonhos com os quais estaremos engajados nos próximos meses serão imaginados, compartilhados, contestados, abraçados e libertarão uma força vital dentro do Congresso Mundos de Mulheres como uma plataforma de resistência e de celebração – um divisor de águas no nosso futuro.

As contribuições que a McFadeen, que come apenas o que colhe de sua machamba, ou seja, “nada que ande”, como disse, e quando viaja carrega sua própria comida, quer fazer aos McFadenn Auto-declarando-se uma “mulher negra radical que é orgulhosamente uma feminista que não faz concessões e ama cada parte do seu self radical”.

A acadêmica e ativista, que foi professor e diretora de departamentos em várias universidades em África e Estados Unidos, encerrou sua palestra afirmando que a essência da mensagem do MM2020 como ela o entende é:

We are the ones we have been waiting for – let us resist with all our might and overthrow the systems, languages, practices, institutions, habits, fears, intimidation and humiliation of being patriarchalised women – and step into our future present  – using our solidarity and power as radical women – to transform ourselves and our worlds.

Leia a íntegra da palestra da professora Patricia McFadden. P_McFenn

Parceiros

Fórum Mulher LogoFriedrich Ebert Stiftung LogoLogo Afeto